18/03/2021 13h17 - Atualizado em 18/03/2021 21h20

Delegacia Online é opção segura para registro de ocorrências durante a pandemia

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) vem adotando medidas de precaução e segurança para policiais e cidadãos capixabas. Entre essas medidas está a ampliação no rol de ocorrências passíveis de registro por meio da Delegacia Online (DeOn).

A população aderiu ao serviço e, desde então, vem adotando a plataforma para comunicar crimes à Polícia Civil. São pessoas que puderam registrar seus boletins de ocorrência sem se dirigir a uma delegacia física, mantendo-se longe do risco de contaminação.

“Com a terceira onda de contágio em seu auge, a Polícia Civil relembra a importância das medidas de prevenção, o que inclui evitar se deslocar pela cidade e não provocar aglomerações. Sendo assim, a Delegacia Online é uma solução eficaz para que o cidadão registre seu boletim sem precisar ir a uma unidade física da Polícia Civil”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

Em funcionamento desde 2006, a DeOn se tornou um importante recurso para quem deseja registrar um Boletim de Ocorrência sem sair de casa. Em março do ano passado, quando o Espírito Santo passou pela primeira quarentena provocada pela pandemia, o serviço foi reestruturado e ampliado, de modo a permitir o registro da maior parte dos casos pelo próprio cidadão. Apenas homicídios, sequestros, estupros e furtos e roubos de veículos não são aceitos pela DeOn.

Como registrar?

O cidadão que precisar registrar um Boletim de Ocorrência deve acessar  http://delegaciaonline.sesp.es.gov.br, clicar no botão vermelho à esquerda da tela, com a inscrição “Registre sua Ocorrência”, preencher os dados e seguir o passo a passo. Após o registro, o Boletim Eletrônico de Ocorrência será analisado e o cidadão recebe um número de protocolo por e-mail, com as orientações para validar o Boletim, junto à delegacia que ficará responsável pela investigação.

A partir do registro on-line, cada caso vai ser analisado pelo delegado responsável e o cidadão será orientado caso seja necessário comparecer a uma unidade policial, para anexar documentos ou provas à ocorrência. Ele também será informado se for uma situação em que não cabe investigação por parte da Polícia Civil.

Para utilizar o serviço, é necessário ser maior de 18 anos, ter um e-mail válido e acessar o site pelo computador, pois a plataforma não é compatível com smartphones. A Delegacia Online só aceita registros de fatos que aconteceram no Espírito Santo.

É importante lembrar que o computador usado para o registro do Boletim pode ser rastreado, e a comunicação falsa é crime, previsto no Artigo 340 do Código Penal Brasileiro. O valor do Boletim Eletrônico de Ocorrência é o mesmo do Boletim de Ocorrência registrado em uma delegacia física, pois se trata de um documento oficial.

Para quem não tem acesso a computador, a Polícia Civil destaca que nenhuma Delegacia suspendeu o atendimento presencial durante a pandemia e todas as unidades estão funcionando e atendendo à população. No entanto, a orientação é que as pessoas só se dirijam até uma unidade policial em casos de extrema necessidade e respeitando as regras de prevenção, como evitar contato físico e higienizar as mãos.

Texto:  Camila Ferreira

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024

imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Atendimento à Imprensa

Olga Samara/ Camila Ferreira

(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

comunicapces@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard