19/11/2020 14h55 - Atualizado em 19/11/2020 15h05

DHPM prende suspeito de assassinar a própria esposa a tiros na Serra

Delegada Raffaella Aguiar.

Um homem de 41 anos foi detido, em cumprimento de mandado de prisão temporária, nessa quarta-feira (18), por meio da equipe da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM). O suspeito foi detido enquanto prestava depoimento na sede da DHPM, no bairro Barro Vermelho, em Vitória.

 

A titular da DHPM, delegada Raffaella Aguiar, destacou a importância da ferramenta do Disque-Denúncia 181 para esta prisão. "O crime aconteceu segunda-feira de manhã e, desde então, começaram a chegar diversas denúncias anônimas apontando a autoria para ele. Isso demonstra que o instrumento do 181 é extremamente válido para a polícia", frisou.

 

Segundo a delegada, após perceber o intenso trabalho da equipe no bairro, o homem decidiu ir à delegacia se entregar e confessar o crime. "Em sua confissão, foi possível constatar que a motivação está intrinsecamente relacionada ao machismo estrutural que permeia a sua personalidade. Ele tenta justificar aquele ato cruel desqualificando a vítima, tentando dizer que só a matou por ela ter feito algo antes", disse a delegada.

 

Ainda de acordo com a autoridade policial, com a confissão e aliado a outros vestígios coletados, foi realizada, rapidamente, a representação por sua prisão cautelar e mandado de busca e apreensão domiciliar, sendo cumprido ainda na noite dessa quarta-feira (18), na delegacia. "Até o momento, não possuímos elementos suficientes para afirmar que o crime foi premeditado ou não. Mas, podemos afirmar que todo o desenrolar dele ir ao velório, ir à delegacia prestar esclarecimentos, se mostrar sofrido com a morte da esposa, era uma tentativa de ludibriar o trabalho da polícia", explicou Raffaella Aguiar.

 

Ao ser questionado sobre a origem da arma, o suspeito alegou que a teria achado em seu quintal e guardou. "Ele disse que conseguiu esta arma há dois anos, quando traficantes do bairro foram presos em uma operação da Polícia Militar, e a teriam jogado em seu quintal", contou a delegada.

 

O suspeito irá responder pelo crime de feminicídio e foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana, onde permanece à disposição da Justiça.

 

As investigações continuam para identificar as circunstâncias que levaram ao homicídio. “Destacamos a importância da denúncia feita pela comunidade. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu Raffaella Aguiar.

 

 

Texto: Olga Samara

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Atendimento à Imprensa

Olga Samara/ Camila Ferreira

(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

comunicapces@gmail.com

 

  

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard