02/07/2017 13h42 - Atualizado em 03/07/2017 12h32

Emoção marca homenagens feitas durante solenidade em comemoração ao Dia do Policial Civil

Cento e doze policiais civis viveram na noite dessa sexta-feira (30) um momento diferente em suas carreiras. Receberam medalhas em reconhecimento pelos serviços prestados à Polícia Civil. As homenagens aconteceram durante uma reunião extraordinária do Conselho de Polícia em razão das comemorações ao Dia do Policial Civil. O evento foi realizado no auditório do Grand Hall, anexo a Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam), em Vitória. 

A reunião extraordinária do Conselho de Polícia é realizada todos os anos para homenagear os policiais civis que se destacaram durante suas atividades e também aqueles que comemoram 10,20 e 30 anos de serviços prestados à Polícia Civil. Estiveram presentes o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia, o presidente do Conselho de Polícia e chefe da Polícia Civil, delegado Guilherme Daré, os demais Conselheiros e outras autoridades.

 

O ponto alto do evento foi a menção honrosa concedida à policiais que se destacaram por atos de bravura em defesa da sociedade capixaba e pelo seu extraordinário conhecimento científico. Os investigadores de polícia Roberto Luiz Avelino Pereira Filho, Rogério Pereira do Nascimento, a família do investigador de polícia falecido Mario Marcelo de Albuquerque e o médico legista Luiz Renato da Silveira Costa foram aplaudidos de pé pelos presentes no evento. 

 

“A missão do médico é salvar vidas, o professor nos guia pela vida, e os policiais são os únicos dispostos a dar sua vida pelo outro. Isso está no juramento que todos nós fazemos no momento em que ingressamos na carreira policial. Por isso, jamais poderemos deixar de lembrar, de reconhecer e de agradecer por tudo o que esses policiais fizeram por nós e pela nossa sociedade. Infelizmente o nosso amigo “Marcelinho”, como era mais conhecido, não está entre nós hoje, mas toda nossa gratidão e nosso respeito está sendo demonstrado agora à toda sua família aqui presente”, ressaltou emocionado Guilherme Daré. 

 

O amor pela profissão também foi destacado pelo secretário de Segurança durante seu discurso. "Não se faz segurança sem amor. Se faz para servir, proteger e apoiar a sociedade. Diante do atual cenário econômico nosso maior desafio é fazer mais, com menos e melhor. E estamos recebendo dos nossos policiais essa dedicação. Não é fácil ser policial no Brasil, mas estamos superando esses desafios", afirmou.

 

Durante seu discurso, o chefe de Polícia agradeceu o apoio dos membros do Conselho de Polícia durante sua gestão. “ Nosso ponto mais forte na instituição tem sido o diálogo interno, o qual se mostra cada vez mais relevante e esperamos que possa progredir sempre. Essa é uma missão que temos conjuntamente implementadas e estamos comprometidos com esse valor. Por isso, no início deste ano demos início ao nosso planejamento estratégico que vai guiar nossa Polícia pelos próximos 10 anos, tornando-a cada vez mais forte, mais coerente e colocando-a no rumo certo”, destacou. 

 

Guilherme Daré enfatizou os projetos que vem sido realizados na instituição como nomeações de 111 nossos policiais, na aquisição de 29 novas viaturas, entrega de duas novas delegacias e reforma de outas três unidades, além da criação de dois novos núcleos policiais, sendo um em Pedra Azul e outro em Praia Grande. 

 

“Essas são algumas das conquistas alcançadas pela Polícia Civil. A concretização das responsabilidades se realizam, e muito, pela competência de seu quadro de funcionários policiais e colaboradores. A cada um dos senhores que realizam o seu trabalho diariamente durante 10, 20 ou 30 anos, nosso muito obrigada. Vocês caracterizam a perenidade da área de segurança pública do nosso Estado. A cada um de vocês condecorados com a medalha de mérito esse recebimento é fruto imediato do trabalho dos senhores, sendo uma honra e uma responsabilidade reconhecer-lhes o empenho pelo aprimoramento e andamento da Polícia Civil”, destacou.

 

Entre os homenageados com a medalha de honra ao mérito está o agente de polícia Klaus Sarmento Faria, que há sete anos atua na Polícia Civil e atualmente está localizado no Grupo de Operações Táticas (GOT) da Polícia Civil. “É a primeira vez que eu recebo uma homenagem como essa. Geralmente os elogios que eu recebi são registrados na ficha funcional.  É uma honra ser indicado pelos superiores com tantos policiais bons que a Polícia Civil possui”, destacou. 

 

O delegado Marcos Luiz Nery, também recebeu a medalha de mérito em reconhecimento pelos brilhantes serviços prestados.  Mineiro, está há cinco anos de Polícia Civil, onde atualmente atua como o titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) de Guarapari . “ Estou muito honrado pelo reconhecimento do meu trabalho que realizo com tanto amor. Meu sonho sempre foi ser Delegado de Polícia e desde que vim para o Espírito Santo me apaixonei por essa terra. Também fui aprovado no concurso de delegado de polícia em Minas Gerais, mas escolhi ficar aqui”, afirmou.

 

Daré também ainda aproveitou para agradecer aos policiais civis que organizaram o evento. “Nenhum desses policiais são obrigados a organizar essa solenidade. Todos fazem essa festa por amor. Por isso deixo aqui a minha gratidão e o meu agradecimento por ter uma equipe tão dedicada e especial ao meu lado”, destacou. 

 

Na ocasião também foram homenageados os “Amigos da Polícia” honraria entregue à 27 autoridades civis cujos nomes foram indicados pelo chefe de Polícia, em conjunto com os superintendentes, e aprovados pelos representantes do Conselho de Polícia. 

 

Confira a lista dos homenageados

Medalha 10 anos

 

Arthur Luís Bogoni, Dedier de Carvalho Alves, Eduardo Passamani Galvão, Everton Mauro Fernandes, Felipe Vivas Amado Aoni, João Francisco Filho, João Paulo Dezouzart Teixeira Pinto, Jordano Bruno Gasperazzo Leite, Libero Penello de Carvalho Filho, Lorenzo Silva de Pazolini, Marcio Lucas Malheiros de Oliveira, Adriana Barbosa Gomes Schmitz, Alessandro Tiago Silva Dutra, Carolina Henrique Sardinha Silva, Clovis Jose Ferreira Guioto, Elda Rodrigues de Oliveira, Elísio Alves de Araújo Junior, Eliza Faier Machado, Elizangela Moreira Zampiroli, Erica Affonso de Carvalho, Geovana Brambila Ventorim, Margareth Seibel, Mauro Santos Bayerl, Ronaldo Rodrigues, Weder Grassi, Adilson Deolindo Rodrigues, Claudio da Silva Rocha, Peterson Simões Pimentel, Rachel Nubia Fraga Serrano Gouvêa, Bianca Bortolini Merlo, Bruno Pimentel Dias, Caline Airão Destefani, Carolina Mayumi Vieira, Fernanda Silveira, Francisco Mutz Ratzke, Jandira Maria De Oliveira Bone Brandão, Tommy Favoreto Romanelo, Victor Santos Stange e Edson Marcus Cesquim Diniz.

 

Medalha 20 anos

 

Leticia Fim dos Santos Arruda, Adilson Deolindo Rodrigues, Luiz Fernando da Silva Gonzaga, Denise Almeida Caetano, Denise Passamani da Rocha e Zenaide Maria Padovani Maia.

 

Medalha 30 anos

 

Danilo Bahiense Moreira, Judson de Oliveira Marques, Lídia Meirelles Daud, Wilis Soares de Oliveira, Ivens Pozes Junior, João Carlos Moraes, Jorge Luiz de Oliveira Araújo, Murian Joaquim Rodrigues da Rocha, Nestor Saibert, Rosália Salazar Porto e Syomara Silvares Itala.

 

Mérito Policial

 

Adam Cristian Schmitz Dias, Adriana Barbosa Gomes Schmitz, Adriano Cesar Longo Barbirato, Adriano Faustino Denicoloto, Agis Wilson Macedo Filho, Alessandro Girardi, Alex Fernando Da Silva Borges, Alexandre Vieira Soares, André Jaretta Ardison, Antônio Oliveira Pinto, Augusto Lago Garcia, Bruno Candido dos Santos, Bruno Macal Fasolo, Calebe Rosa Barcelos, Claudemir Lizardo Nascimento, Claudinei Sperandio, Claudio Rodrigues Araújo, Cleone Barcelos de Oliveira, Cynthia Karoline Bezerra Gomes Tapias, Daniella De Fatima Albuquerque Lopes, Edimo Bonadiman, Edson Eduardo Ribeiro Fernandes, Eduardo Nogueira Gomes, Eliane Figueiro, Eliomar Bahiense do Nascimento, Fernanda Patrícia Pontes, Fernando Lacourt Medeiros, Frederica Chiabai Lamego Nunes, Gabriel Alípio Lima Valadares, Gabriel Moraes Lanna, Geneses Gimenes Dias, Geovana Brambila Ventorim, Gilberto Luiz Bortolotti, Hilton Araújo, Huarlens Adriano Moronari, João Batista Palacio Lugão, João Carlos Chaves Da Costa, João Ricardo Valadares Duarte Costa, Jose Fabiano de Sena Netto, Juliana Nunes Lopes Ruy, Klaus Sarmento Faria, Leandro Comper Sperandio, Lucy Lorençutte, Luiz Carlos Claret Pascoal, Marcelus Alves Moratori, Marcio Coelho Rodrigues, Marcos Luiz Nery Filho, Marcos Vinicius Passos Dos Santos, Marcus Vinicius Neves Gomes, Michel Ribeiro Azeredo, Odecir Alves da Rocha, Poliana Lamborghini Zandomenico, Rafael Pereira Varejão, Reginaldo Balestreiro da Costa, Richard Victor Lemke, Rodolpho Rocha Induzzi, Rosa Cristina Godinho Galina, Sarah Taylor Mattos, Tommy Favoreto Romanelo, Valmir Domingos, Valmir Rodrigues Souza, Vitor Alfredo Paulo e Vivaldino Da Silva.

 

Menção Honrosa

 

Antônio Hipólito dos Santos, Mario Marcelo de Albuquerque, Roberto Luiz Avelino Pereira Filho, Rogério Pereira do Nascimento e Luiz Renato da Silveira Costa.

 

Amigos da Polícia

 

Alexandre Farina Lopes, Antônio Barros das Neves, Bruno Simões Noya de Oliveira, Carlos Alexandre de Oliveira Costa, Carlos Geraldo Machado Casasco, Carlos Renato dos Santos Penha, Cezar Pontes Clark, Claudio de Moraes Machado, Eliezer Mattos Scherrer Junior, Flavio Takemi Kataoka, Gustavo Marçal da Silva e Silva,Herta Rodrigues Torres, Igor Tome de Souza, Ildo Gasparetto, Isac Colonna Ribeiro, José Carlos Carlito, José Eliomar Rosa Brizolinha, Leonardo de Almeida Demoner,Letícia Cardoso da Silva,Liemar Jose Pretti, Luiz Monteiro Mario Natali, Romeu Scheibe Neto, Tiago Zampieri Hasselmann,Vinícius França de Almeida, Vitor Messina e Walter Alves Noronha.

 

 

Dia do Policial Civil

 

No Espírito Santo, o Dia do Policial Civil é comemorado em 12 de junho, conforme previsto no artigo 253 da Lei estadual 3.400 de 17 de janeiro de 1981. Em outros estados, é comemorado em datas distintas.

 

A data é uma referência à morte de Domingos José Martins, herói capixaba que participou como líder da Revolução Pernambucana e foi fuzilado no dia 12 de junho de 1817, no Estado da Bahia. Domingos Martins é o patrono da Polícia Civil do Espírito Santo.

 

O Decreto 3.031-N, de 07.08.1990 regulamenta a concessão das medalhas do Mérito Policial e do Serviço Policial.

 

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil 
Comunicação Interna - (27) 3137-9024
Agente de Polícia Fernanda Pontes - (27) 98849-2310
imprensa.pc@pc.es.gov.br 
Texto: Fernanda Pontes

Atendimento à Imprensa - (27) 3636-1536
Paula Lima (27) 99846-1111

Marina Galvêas (27) 98802-3326
comunicapces@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard