31/07/2020 17h15 - Atualizado em 31/07/2020 17h24

Equipe da DHPP da Serra prende suspeito de atirar contra policiais civis

A equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra prendeu, nessa quinta-feira (30), um homem de 20 anos suspeito de efetuar disparos contra policiais civis da unidade. A prisão foi efetuada no bairro Jardim Limoeiro, na Serra. Na casa do detido foram  apreendidos um carregador, 30 munições de calibre 380, 13 munições de calibre .40 e 30 buchas de maconha.

“Ele é investigado por seis tentativas de homicídio, sendo três delas contra nossos policiais. A prisão dele era uma questão de honra para nossa delegacia”, destacou o titular da DHPP de Serra, delegado Rodrigo Sandi Mori.

O delegado lembrou que, no dia 26 de junho, a equipe da DHPP da Serra estava em operação quando recebeu informação de que um veículo havia efetuado vários disparos de arma de fogo no meio da rua, no bairro Nova Carapina 2, no município.

 “Diante disso, nós fomos até o local e nos deparamos com o detido, que estava no carro com mais três homens. Demos a ordem de parada para eles, porém, não foi obedecida e, em razão disso, iniciamos a perseguição. Eles efetuaram cinco disparos de rajada com uma submetralhadora calibre .380,  em nossa direção, sendo que quatro atingiram o retrovisor e um o capô da viatura.  Visando a repelir a injusta agressão, os policiais civis revidaram os disparos e, em poucos metros, o veículo com os suspeitos perdeu o controle e bateu em um muro. Dois dos ocupantes foram presos na hora e os outros fugiram, sendo que ontem efetuamos a prisão de um dos que fugiu no dia crime”, contou. Na ocasião os policiais apreenderam três armas de fogo, além de droga que estavam no veículo", recordou o delegado.

De acordo com Sandi Mori, instantes antes do confronto com a DHPP da Serra, os suspeitos efetuaram 25 disparos com a submetralhadora contra integrantes de uma organização criminosa rival, que estava em outro carro, acertando a cabeça de um dos ocupantes do veículo. “No momento em que nós chegamos ao local, os suspeitos estavam saindo do bairro e cruzaram, novamente, com o carro rival, onde iniciariam um novo confronto que geraria mais mortes. Durante as investigações, descobrimos que esse confronto foi motivado por vingança, pois o detido de ontem pretendia vingar a morte do seu primo”, explicou.

Ainda segundo o delegado, o detido não tinha nenhuma passagem pela polícia. “Na primeira empreitada dele no mundo do crime, ele já bateu de frente com a nossa equipe. Além das seis tentativas de homicídio, agora ele irá responder também por tráfico e associação ao tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e posse ilegal de munição de uso restrito”, afirmou.

Por fim, Sandi Mori informou que o quarto envolvido na tentativa de homicídio contra os policiais foi identificado no mesmo dia do crime, mas ainda está foragido. 

Já o suspeito de 20 anos foi conduzido para o Centro de Triagem de Viana (CTV), onde permanece à disposição da Justiça.

Texto: Fernanda Pontes

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Atendimento à Imprensa:

Olga Samara/ Camila Ferreira
(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

comunicapces@gmail.com

 

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard