21/10/2019 16h00 - Atualizado em 21/10/2019 16h52

Família suspeita de maus-tratos a animais é presa em Guarapari

Policiais civis da Delegacia Especializada de Infrações Penais e Outras (Dipo) de Guarapari, em ação conjunta com a Polícia Militar (PMES) do município, resgataram cerca de 60 animais que sofriam de maus-tratos e prenderam três suspeitos, na última sexta-feira (18). O casal A.D.S.L., de 66 anos, e M.H.P., de 62 anos, foram presos em casa, juntamente com a filha, A.C.S.H.P., de 27 anos, no bairro Balneário de Meaípe, Guarapari. De acordo com as investigações, o crime é praticado há alguns anos.

O titular da Dipo de Guarapari, delegado Marcelo Santiago, informou que as investigações iniciaram há cerca de 15 dias, após o recebimento de uma denúncia anônima. “Durante o cumprimento das diligências, encontramos a residência dos suspeitos em estado totalmente insalubre, com fezes e urinas no chão. No total, nos deparamos com aproximadamente 60 animais, sendo um papagaio, 10 gatos e cerca de 50 cachorros, todos resgatados durante a ação”, relatou.

Segundo ele, as detidas e o detido praticavam maus-tratos com os animais, abatiam-nos e comercializavam a sua carne. Nenhum alimento ou recipiente de água para os animais foram encontrados. “Os detidos afirmam que são animais apanhados das ruas próximas da região e que cuidavam desses animais. Entretanto, todos os animais estavam desnutridos e, inclusive, restos mortais de cachorros foram encontrados dentro da residência”, afirmou Santiago.

Os detidos foram presos por crime de maus-tratos aos animais, crime de manter um animal silvestre em casa sem autorização e crime contra relação de consumo, devido à venda de mercadoria inapropriada. As detidas A.D.S.L. e A.C.S.H.P. foram encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória de Vila Velha (CDPVV) e o detido, M.H.P., para o CDP de Guarapari.

O delegado informou que as investigações continuam, a fim de identificarem os afetados pela venda da mercadoria inapropriada e outros possíveis envolvidos no crime. Ele solicita a quem tiver alguma informação a respeito do crime, que entre em contato com a Polícia Civil (PCES) pelo Disque-Denúncia 181. O anonimato é garantido.

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024

imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Atendimento à Imprensa

Olga Samara - (27) 3636-1536/ (27) 99846-1111

comunicapces@gmail.com

Camila Ferreira - (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

comunicapces@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard