20/12/2017 16h41 - Atualizado em 20/12/2017 16h48

“Papo de Responsa” atende mais de 5,9 mil jovens em 2017 e amplia ações para o próximo ano

Quase seis mil jovens foram atendidos pela equipe do projeto “Papo de Responsa” neste ano. O número é o maior alcançado pelos policiais desde a implantação do projeto no Estado em 2014. E a ideia é ampliar ainda mais o número de atendimentos, isso porque, nessa segunda-feira (18), diretores de 26 unidades de ensino, de todo o Estado, interessadas em aderir ao projeto em 2018 participaram de uma reunião realizada na Academia de Polícia Civil (Acadepol), em Vitória.

 

“Este ano além dos jovens nós também atendemos 361 professores, 172 familiares, nove municípios, 26 bairros, 30 escolas e quatro igrejas. Para o próximo ano a nossa meta é chegar aos 10 mil atendimentos”, afirmou o diretor da Acadepol e coordenador do projeto Papo de Responsa, delegado Joel Lyrio. 

 

Para isso, o diretor da Acadepol informou que foi encaminhado um e-mail, convidando os interessados em participar do projeto para a reunião. “A intenção é unificar as ações já realizadas nas escolas em áreas de vulnerabilidade social com outras escolas interessadas em participar e secretarias municipais de outros municípios para que as ações sejam planejadas de forma integrada dentro da metodologia do projeto”, afirmou.

 

De acordo com Joel Lyrio, durante a reunião, foi definido que as ações do “Papo de Responsa” serão realizadas nas escolas que tiveram o atendimento iniciado no ano passado e que ficaram pendentes na etapa “Papo com a Família”, as escolas incluídas na área de Ocupação Social e aquelas inseridas  em outras áreas de vulnerabilidade e que não foram atendidas, e para o segundo semestre algumas escolas particulares.

 

“A partir desta reunião, os diretores vão inserir o Papo de Responsa dentro do calendário acadêmico e do planejamento de suas escolas, o que vai permitir o alinhamento, maior das diretrizes e ações a serem realizadas”, destacou.

 

Participaram da reunião a gerente de planejamento, articulação e monitoramento do programa Ocupação Social, Letícia Covre; a coordenadora de projetos da secretária de Educação da Serra, Claudinéia Luzia Fiorani; a secretária de Educação de Vila Valério, Eluziani Boni Fontana, bem como a secretária executiva do Conselho de Direito de Vila Valério, Gleicinha Fontana.

 

Papo de Responsa

 

Adotado há quase quatro anos pela Polícia Civil do Estado, o “Papo de Responsa” atua em áreas de maior vulnerabilidade social, realizando um trabalho de educação social nas escolas públicas.

O projeto foi criado por policiais civis do Rio de Janeiro. Em 2013, a Polícia Civil do Espírito Santo, por meio de policiais da Academia de Polícia (Acadepol) capixaba, conheceu o programa e, em parceria com a polícia carioca, passou a ser implantado no Estado no ano seguinte.

‘Papo de Responsa’ é um programa de educação não formal que, por meio da palavra e de atividades lúdicas, discute temas diversos como prevenção ao uso de drogas e a crimes na internet, bullying, direitos humanos, cultura da paz e segurança pública, aproximando os policiais da comunidade e, principalmente, dos adolescentes.

 O projeto funciona em três etapas e as temáticas são repassadas pelo órgão que convida o Papo de Responsa, como escolas, igrejas e associações, dependendo da demanda da comunidade. No primeiro ciclo, denominado de “Papo é um Papo”, a equipe introduz o tema e inicia o processo de aproximação com os alunos.

Já na segunda etapa, os alunos são os protagonistas e produzem materiais, como músicas, poesias, vídeos e colagens de fotos, mostrando a percepção deles sobre a problemática abordada. No último processo, o “Papo no Chão”, os alunos e os policiais civis formam uma roda de conversa no chão e trocam ideias relacionadas a frases, questões e músicas direcionadas sempre no tema proposto pela instituição. Por fim, acontece um bate-papo com familiares dos alunos, para que os policiais entendam a percepção deles e também como os adolescentes reagiram diante das novas informações.

 

Escolas contempladas

 

Vila Velha

Ceemti Assisolina Assis Andrade 

Ceemti Professora Mauro Abaurre

Umef Macionilia Mauricio Bueno

Umef Mário Casanova

Eeefm Silvio Rocio

Umef Marina Barcelos Silveira 

Umef Pedro Herkenhoff

Eeef Galdino Antônio Vieira 

Seb Coc Vila Velha 

 

Vitória

Eeem Gomes Cardim

Emef Álvaro de Castro Mattos

 

Serra

Eeef Professora Juraci Machado 

Emef Julite Miranda Freitas 

Eeefm Antônio Engrácio Da Silva 

Eeefm João Antunes Das Dores 

Emef João Paulo II

Eeef Jones José Do Nascimento 

Eeef Germano André Lube

Emef Governador Carlos Lindemberg 

Eeefm Dom João Batista Da Motta E Albuquerque 

Eeefm Antônio Luiz Valiati

Eeefm Professora Maria Olinda De Oliveira Menezes 

Emef Antônio Vieira De Rezende 

Emef Herbert De Souza 

 

Vila Valério

Emef Kaio Fred Daré Grigoleto

Eeefm Atílio Vivácqua

Emef Maria Luiza Jorge dos Reis

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

imprensa.pc@pc.es.gov.br

Texto: Fernanda Pontes

 

Atendimento à Imprensa

Paula Lima: (27) 3636-1536 / 99846-1111

Leidy Mendonça: (27) 3636-9928 / 99607-2978

comunicapces@gmail.com

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard