19/04/2017 17h04 - Atualizado em 19/04/2017 17h12

Polícia Civil conclui inquérito sobre o assassinato de mãe e filha em Vitória

O delegado Janderson Lube, titular da Delegacia Especializada em Homicídio Contra a Mulher (DHPM), concluiu, nesta terça-feira (18), o inquérito sobre o duplo homicídio ocorrido no dia 09 de fevereiro, no bairro Caratoíra, em Vitória. Mãe e filha foram assassinadas a tiros porque testemunharam outro crime.

De acordo com o delegado, Erlita Pereira Gonçalves e a filha dela, Juliana Pereira Gonçalves, foram mortas logo após o assassinato de Nelson Eduardo Pereira Gonçalves, filho de Erlita. “Elas presenciaram o homicídio e a mãe do rapaz, que conhecia os criminosos, teria jurado vingança”, disse.

 “Durante as investigações, foram realizados exames periciais que comprovaram que uma das armas usadas para assassinar mãe e filha também foi usada horas antes, no homicídio de Nelson. As circunstâncias dos fatos revelam a extrema gravidade, eis que Erlita e Juliana, ambas testemunhas do homicídio que vitimou Nelson, foram executadas horas após o primeiro crime objetivando a ocultação de provas”, concluiu Janderson Lube.

Um dos suspeitos, W.C.P.O.J., foi preso no dia 29 de março e negou a participação nos homicídios. Já L.M.O., G.S.P. e I.G.R.F. estão foragidos.

 

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024
imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Atendimento à Imprensa - (27) 3636-1536

Paula Lima (27) 99846-1111

Marina Galvêas (27) 98802-3326

comunicapces@gmail.com

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard