26/03/2020 13h08 - Atualizado em 26/03/2020 18h07

Polícia Civil estabelece normas de atendimento para evitar aglomerações e contágio

A Polícia Civil do Espírito Santo publicou nesta quarta-feira (25) a Circular n° 005/2020, que traz orientações a respeito do atendimento ao público nas unidades policiais de todo o Estado. As medidas têm validade por quinze dias a partir da publicação, ou seja, até 09 de abril

"Redigimos essa Circular levando em conta os Decretos Estaduais editados para a contenção da pandemia do coronavírus no Espírito Santo, a situação de emergência do Estado e as orientações da Organização Mundial da Saúde, considerando que as atividades da Polícia Civil demandam contato físico com a população", explicou o delegado geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda. 

A principal orientação é sobre as aglomerações nas unidades policiais. As Delegacias, Divisões, Departamentos e Serviços da Polícia Civil devem gerenciar o atendimento presencial da população nas unidades, permitindo a entrada de duas pessoas de cada vez, para evitar a aglomeração. 

O serviço de emissão de Carteiras de Identidade dará prioridade ao público preferencial. Os documentos que já foram emitidos serão entregues normalmente, no Departamento de Identificação ou nos Postos Conveniados. Nos Postos, o atendimento ao público seguirá as regras definidas em cada unidade. 

Neste período, a população deve dar prioridade ao uso dos serviços on-line. O registro de Boletins de Ocorrência pode ser feito na Delegacia On-line, no endereço http://delegaciaonline.sesp.es.gov.br/ . A Deon foi reformulada para permitir o registro da maioria das ocorrências, sem a necessidade de comparecer a uma delegacia física. Apenas registros de homicídios, sequestros, estupros e furtos e roubos de veículos não são aceitos pela Deon. 

"Não haverá prejuízo no atendimento ao público, nem descontinuidade nos serviços prestados. Estamos distribuindo máscaras, luvas e álcool 70% para os servidores e contamos com a colaboração de todos para adotar as medidas de prevenção ao novo Coronavirus, que são evitar o contato físico, evitar aglomerações e higienizar as mãos com frequência", disse o delegado geral.

A Circular também traz orientações aos policiais civis sobre o trabalho durante a pandemia. Gestantes, lactantes e policiais que façam parte de grupos de risco poderão solicitar autorização para trabalhar remotamente. Quem tem férias vencidas poderá solicitar até 30 dias, mesmo sem agendamento prévio, e servidores que retornarem de viagem internacional ou Cruzeiro permanecerão em trabalho remoto domiciliar por sete dias. 

Texto: Camila Ferreira 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna - (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

imprensa.pc@pc.es.gov.br

Atendimento à Imprensa:

Olga Samara/ Camila Ferreira

(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

comunicapces@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard